Vacinas funcionam.
O Rotary acredita no poder da informação e no combate a doenças

Como surgiu a Campanha #InformaçãoSalvaVidas

Marcos Pêgo de Oliveira, Governador 2015-16 do Distrito 4760
Co-idealizador da Campanha

 

A partir da observação de como estávamos perdendo amigos, parentes e companheiros nos Rotary Clubs para a Covid-19, vimos o quanto essa crise humanitária nos sensibilizou. E começamos a pensar: como o Rotary assumiria uma responsabilidade diante disso? Sentimos que precisávamos apoiar a nossa comunidade, assim como fizemos com o programa Polio Plus, na erradicação da paralisia infantil há mais de 30 anos e, depois da 2ª Guerra Mundial, quando apoiamos a criação da ONU. Quantas vidas nós salvamos com a criação da ONU e o programa Polio Plus? Então vimos que precisávamos levar, em uma só voz, para toda a comunidade e para todos os rotarianos, uma forma de ajudar a salvar vidas.

Foi aí que surgiu a ideia de lançar uma campanha com o apoio de todos os Rotary Clubs do Brasil para divulgar nacionalmente: a Campanha #InformaçãoSalvaVidas, que tem como objetivo reforçar o compromisso dos rotarianos em combater as fake news e difundir informações embasadas cientificamente sobre a Covid-19.

Com o slogan: “Vacinas funcionam. O Rotary acredita no poder da informação e no combate a doenças”, concebemos e desenvolvemos a campanha baseada em evidências científicas chanceladas pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a agência da Organização Mundial de Saúde para as Américas.

A campanha conta com diversos materiais on e off de divulgação, como outdoors, busdoors, cartazes, spots, banners, displays para shoppings e aeroportos, e traz como eixos estruturais a informação segura, o apoio à imunização e a visibilidade de projetos e ações dos Rotary Clubs do Brasil durante a pandemia sanitária da Covid-19.

Contamos com o apoio de todos os Rotary Clubs do Brasil para que busquem parcerias, baixem e divulguem os materiais de divulgação da Campanha e registrem no site www.informacaosalvavidas.com.br cada uma dessas parcerias. Vamos dar visibilidade às ações de nossa instituição nos quatro cantos do país na prevenção contra o coronavírus e contra a desinformação. Vamos salvar vidas! Contamos com vocês!

Preservar a vida e a saúde

Julio Cesar Silva-Santisteban Ojeda

 

A campanha “Informação Salva Vidas” dos Rotary Clubs do Brasil visa preservar a vida e a saúde, combatendo a desinformação e, assim, comprovando a importância da vacinação para proteger a todos. Os rotarianos estão comprometidos com esta campanha com firme convicção e convidamos você a tomar consciência de que a vacinação é uma atitude correta e solidária para o bem de cada um, de nossa família e da humanidade.

O Rotary é a primeira Organização de Serviços Humanitários do planeta e em 116 anos de vida institucional, tem servido com eficiência, estendendo sua mão solidária ao mundo e liderando projetos que beneficiaram milhões de seres humanos.

Um dos nossos compromissos, com ótimos resultados, é a erradicação da poliomielite no mundo para a qual, em conjunto com a OMS e outras entidades, temos realizado campanhas extraordinárias de vacinação, estando muito perto de a eliminar hoje. Essa experiência nos leva a acreditar na eficácia e nos processos de vacinação para a erradicação ou controle de vírus e, hoje, diante da pandemia que assola a humanidade devido à Covid 19.

Temos o compromisso de fornecer informações adequadas para proteger a saúde e a vida, que é o bem mais precioso do ser humano.

Vamos todos nos unir nesta excelente campanha para juntos “salvar vidas”.

 

* O autor é Julio Cesar Silva Santisteban Ojeda, diretor 2021-23 do Rotary International.

Informação é base para o desenvolvimento comunitário

Aurea Santos*

 

Quando falamos de combate a doenças, não basta haver métodos de prevenção e de tratamento disponíveis e gratuitos. É preciso que as pessoas saibam de sua existência e da importância de utilizá-los. É por isso que a campanha #InformaçãoSalvaVidas foca na disseminação de informações verificadas sobre a Covid-19, retiradas do site da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

A OPAS atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), órgão da Organização das Nações Unidas com o qual o Rotary tem um longo histórico de parceria no combate à poliomielite.

A pandemia de Covid-19 já tirou a vida de milhões de pessoas em todo o mundo, e apenas a vacinação em massa pode conter a disseminação do vírus e o aumento no número de mortes.

Enquanto cientistas de diversos países trabalham no desenvolvimento e produção das vacinas contra o coronoavírus, cabe a nós, membros da sociedade civil, atuar para que nossas comunidades não apenas tenham acesso, como estejam dispostas a receber os imunizantes.

A recusa em receber a vacina é muitas vezes alimentada por medo, fruto da desinformação ou de informações falsas que chegam facilmente pelas redes sociais. Por isso, é fundamental que usemos estes mesmos canais para promover informações verificadas e baseadas na ciência.

Somente com um grande número de pessoas imunizadas, a pandemia poderá chegar a um fim. E somente com o fim da pandemia, poderemos retomar normalmente nossas atividades, nossos empregos, nossas vidas.

O Rotary é formado por Pessoas em Ação e, neste momento, nenhuma ação é tão necessária quanto a de imunizar a população mundial contra a Covid-19. Você pode ajudar promovendo informações que façam nossas comunidades entenderem a importância e a eficácia das vacinas. Junte-se a nós nesta campanha!

 

*Aurea Santos é jornalista, mestre em Desenvolvimento Internacional pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris e especialista em Comunicação no escritório do Rotary International no Brasil.